Slimdas do Access - processos Primeira Temporada

Os seguintes processos verbais foram criados pelos CFs de Access Cynthia e Maurício Rondelli.

 

Como seria usar os processos para destruir e descriar os pontos de vista que criamos e evitam a reestruturação da encarnação consciente? O que mais é possível aqui? 

Que pontos de vista eu estou usando para criar o metabolismo lento que estou escolhendo?


Que armaduras estamos vestindo como a gordura corporal que estamos escolhendo? Tudo que isso é e representa vamos destruir e descriar? CEBMPPT9CGA


Que energia, espaço e consciência além desta realidade, eu e meu corpo podemos ser para ter total clareza e facilidade com meu corpo, por toda a eternidade? Tudo que impede isso vamos destruir e descriar? CEBMPPT9CGA


Que criação do meu corpo a partir de definições fixas, realidades fixas, julgamentos, conclusões e pontos de vista fixos, forma, estrutura e significância fixos, eu estou usando para criar as limitações e problemas com meu corpo que estou escolhendo? Tudo que isso é e representa vamos destruir e descriar? CEBMPPT9CGA


Que consciência não estou disposto a perceber, saber, ser e receber, que eu poderia estar percebendo, sabendo, sendo e recebendo, que se eu percebesse, soubesse, fosse e recebesse, criaria uma realidade mais grandiosa além desta, com total facilidade? Tudo que isso traz à tona, vou destruir e descriar agora? CEBMPPT9CGA


Todas as mentiras e pontos de vista fixos que estou usando que impedem meu corpo físico de receber a nutrição bioenergética dos meus corpos sutis, eu destruo e descrio agora?


Vamos baixar todas as barreiras que impedem de nos conectar com nossos corpos, e perceber as formas sutis de comunicação que estão disponíveis para nós?


O que se requer para que eu possa entrar em comunhão com meu corpo?

 

Corpo, me mostre de que forma você gostaria de se comunicar comigo com total clareza? Corpo, quer ser meu amigo hoje?


O quanto você está realmente disposto e comprometido com a melhora de sua qualidade de vida?


Comece seu dia conversando com seu corpo, mãos no rosto, gratidão por acordar, fale com suas células, moléculas, sim você pode, elas têm consciência também, peça que se alinhem ao seu desejo de serem mais leves, mais saudáveis, mais felizes, que emitam a frequência da ressonância acústica da saúde, a cada dia, quando acordar. 


Escolha se comunicar com seu corpo, fale com ele durante o dia todo. Pergunte qual roupa o fará mais feliz em usar hoje, que comida irá comer hoje que se alinha com sua escolha, que aventuras terão juntos? PERGUNTE. Lembre: as perguntas Empoderam!


Escolha que as células dos seus músculos se multipliquem, que as de gordura se dissolvam e gerem energia para seu corpo. 


Eu escolho vulnerabilidade. Eu escolho Ter 13% de gordura corporal e aumentar minha massa magra. Escolho isso hoje, agora.Tudo que impede isso vou quer descriar e destruir multiplicado por deuzilhões ?  CEBMPPT9CGA


Qual o valor de não respeitar o meu corpo? Qual o valor de evitar a alegria e a leveza?


O quanto você está disposta, de verdade verdadeira, a ter sucesso nessa jornada de emagrecer? O quanto você deixa de se honrar para apenas justificar os pontos de vista limitantes que você comprou dos outros?

 

Cansou do trauma e drama dessa realidade? Deseja um corpo feliz? Siga a energia do que é leve para seu corpo. Honre-o por entar em contato com ele, perguntando o que seu corpo requer, e siga o que for leve. Cada dia um movimento novo, cada dia um passo a mais. Não estamos em uma corrida, mas em uma maratona: o que meu corpo requer, e o que eu posso fazer pelo meu corpo que irá nos permitir criar mais leveza?


Vamos perguntar ao corpo sempre o que ele deseja comer, e quanto ele deseja comer. 


Existe um ponto de vista que, se estou com fome eu vou comer. E se essa "fome" for de outra coisa, como energia ou água? O ser infinito tem um ponto de vista, que pode não ser o mesmo do corpo. Eu gosto de pão, meu corpo não! Eu gosto de queijo, meu corpo não gosta, não faz bem ao meu corpo. Você está disposto a dar ao seu corpo o que ele deseja?
 

E lembrem de perguntar, entre uma garfada e outra, entre um gole e outro, de qualquer coisa que vocês comam ou bebam: o que estou comendo e quem estou comendo?

Se você estivesse disposto a olhar para o mundo de um local totalmente diferente e estar disposto a ser tudo que você é, quanta mudança você poderia criar com seu corpo? O quanto você mudaria sua realidade?

Em todos os espaços, dimensões e realidades em que não estamos dispostos a sermos os verdadeiros donos de nossa realidade e nos empoderarmos de que todas as mudanças que desejamos em nossa vida são criadas a partir de nossas escolhas, tudo que nos impede de perceber, saber, ser e receber as infinitas possibilidades de gerar um futuro além do que projetamos, concluímos, decidimos, alinhamos e concordamos ou resistimos e reagimos, canos destruir e descriar tudo isso agora vezes um deusilhão por favor? CEBMPPT9CGA

Perceba o que é que cada corpo deseja e escolhe em um determinado momento. A cura ocorre quando entramos em comunhão com nosso corpo, e isso passa por destruir e descriar toda forma de pensamento, sentimento e emoção que tenha um propósito específico. 
É sempre interessante destruir e descriar até mesmo os nossos pontos de vista do que é alimentação saudável, de que precisamos de determinadas coisas, de toda forma e estrutura desta realidade. O que funciona para um pode não funcionar para outro, e tudo bem.

Sem objetivos! Que tal deixar seu corpo livre para escolher o peso e forma que ele deseja ser?
O que poderá ser criado de expansivo com essa não-forma que podemos incluir em nossas vidas?

O corpo não escolhe o que o destrói. Nós fazemos isso. Quando existe um vício devido a escolhas intelijegues que fizemos, existem possibilidades que também envolvem perguntas, escolhas, possibilidades e contribuição. Processos verbais, corporais, entidades - sempre na pergunta doo que aquele corpo em particular requer para se recuperar. Cada um de nós é único e maravilhoso, e requer algo diferente.

E para dar tchau-tchau pras conclusões...

O que é isso? O que faço com isso? Posso mudar isso? Se sim, como mudo isso?

O que eu posso escolher diferente que criará algo diferente em minha vida?

Que atualização física da doença eterna e terminal da escolha das conclusões para a escolha consistente dos padrões repetitivos de vida e corpo você tem que mantém o que você não pode mudar,  escolher e instituir como uma escolha, possibilidade e vida totalmente diferentes? Todo que isso é e representa vamos destruir e descriar agora vezes um deusilhão? CEBMPPT9CGA

Quantas decisões, julgamentos e conclusões você está usando para criar as impossibilidades da sua vida, você está escolhendo? Vamos destruir e descriar isso? CEBMPPT9CGA

O que você decidiu que é verdade que te impede de ter infinitas possibilidades?

O que mais é possível aqui?

Corpo, o que você requer? 

Vamos sair do espaço confinado de certezas e correções, e entrar para o universo leve das perguntas?
Perguntas sem respostas, perguntas para empoderar e ganhar consciência. 
Quem se arrisca nessa aventura de fluir com o universo, de andar junto com as possibilidades, de não ter respostas e mesmo assim ter e ser tudo o que se pode ser?
Essa caminhada pode não ser confortável, mas é certamente a jornada mais dinamicamente divertida, rica e poderosa que podemos ser. 

 

Quem ou o que você está protegendo com a dificuldade que você está escolhendo, que não deseja sua proteção?
Que pactos você fez com a dificuldade que impedem que você acesse a glória do seu ser? Em todos os lugares, espaços e dimensões onde você definiu que a dificuldade é mais divertida, excitante, empoderadora e dinâmica que o leve fluir da facilidade, vamos agora rescindir, retratar, renunciar, denunciar, destruir e descriar tudo isso agora vezes um deusilhão? CEBMPPT9CGA

 

Já deu na paciência ter uma vida difícil? Já está pronto para escolher o fácil e leve, divertido e alegre? Então ESCOLHA!!!!

Ontem eu estava matutando sobre muitas coisas, como sempre, e percebi o quanto as pessoas não gostam de receber. Sério, gente. As pessoas dizem que desejam e escolhem, e requerem, só que continuam sem o que estão "escolhendo".

Interessante isso, porque a sua vida é o reflexo do que você escolhe receber neste momento, e sua conta bancária tem a quantidade exata de dinheiro que você está disposto a ter, e seu corpo tem a quantidade exatinha de fofuras que você escolhe ter. Tá bom assim pra você? Não, né?

Então vamos lá, só que tem uma coisa: não minta pra você, não finja que não sabe o que sabe - seja brutalmente honesta com você. O músculo da consciência se fortalece quando se reconhece o que é verdadeiramente seu, seu perceber, saber, ser e receber tudo sem um ponto de vista ou julgamento disso ou de qualquer coisa.

Vocês tem barras (acredito eu que pelo menos a maioria da galera aqui é do Access) então use o leve e pesado pra perguntar o quanto você está disposta a ser gata. Mas não é tipo 5kg mais magra não, é mega gata de chamar atenção no trânsito, tipo essas "mulher fruta", desse tipo que todo mundo querer comer. Leve? Pesado?

Pergunte agora se você está disposta a chamar atenção. Mas não é tipo a vizinha dizer que você tá bonita hoje não, é tipo olhaaaaaaaaaaa a fulana tá saindo de casa aaaaaaaaaameodeos deixa ei ir lá tirar foto com ela aaaaaaaaaa. Roberval, corre meu filho e faz uma foto minha com elaaaaa ai genteeee, que emoção! Isso o tempo todo. Leve? Pesado?

Agora pergunte como seria ter todas (todasss) as pessoas do seu trabalho fofocando e te julgando, olhando torto, porque você está usando um vestido novo que cai maravilhosamente bem em você. Só que ninguém te elogia, você só recebe piadinhas e olhares tortos. Leve? Pesado?

Em todos os lugares, dimensões e realidades em que você prometeu nunca mais ser tão linda, nunca mais ser tão chamativa, nunca mais chamar atenção, em todos os lugares, vidas e dimensões em que você jurou que seria melhor morrer que ter gente te desejando ou querendo te prejudicar, em todas as vidas, espaços, dimensões e realidades onde você escondeu sua capacidade de ser mais, vamos agora rescindir, retratar, renunciar, denunciar, revogar, destruir e descriar tudo isso agora vezes um deusilhão por favor? CEBMPPT9CGA

Todas as promessas que você fez, nesta vida ou em outra, de nunca mais ser forte, nunca mais ser independente, nunca mais ser potente, nunca mais ser tão livre ou louca ou leve ou feliz, vamos rescindir, retratar, renunciar, denunciar, revogar, destruir e descriar tudo isso agora vezes um deusilhão? CEBMPPT9CGA

Tudo que impede você de ser e ter uma realidade fisiológica compatível com a sua potência de ser, saber, perceber e receber, vamos destruir e descriar isso? CEBMPPT9CGA

Todos os votos, pactos, contratos e promessas, que você fez, nesta vida ou em outra, com outros seres, de esconder indefinidamente o seu tesouro de você mesma até que você tivesse a capacidade de gerir e sustentar sozinha o seu poder e a sua força, vamos rescindir, retratar, renunciar, denunciar, destruir e descriar tudo que impede você de resgatar e clamar de volta o seu poder? CEBMPPT9CGA

Agora faça as perguntas de novo.  E vá ser incrível por aí.

Esses são apenas pontos de vista que usei para criar um questionamento. Você não tem que comprar nada do que eu disse, se não for leve pra você, ok, faça diferente e exerça sua escolha. 
Eu escolho ser poderosa e livre e dona da minha realidade, e se isso significar que todo mundo vai querer me comer, que seja. Caguei. Se significar que vou ser reconhecida na rua, que seja. Caguei pra isso também. Se significar que vão me julgar, xingar e mal interpretar,  adivinha? Caguei de novo.
Eu uso as ferramentas para gerar um questionamento, uma mudança de paradigma, e sou irracional e caótica. Não trilho pelos caminhos desta realidade, escolho diferente. 
É o que desejo a vocês. Mas cada um escolhe o que está escolhendo até que escolha escolher diferente. E tá tudo bem.
É a falta de ponto de vista com relação a essas colocações que nos coloca em um espaço de receber do universo.
Essa é uma das chaves: não julgar, nem a você nem o outro. Estar em ipov, de estar de boas com o que o outro pensa, escolhe e faz, simplesmente porque não tem nada a ver contigo.
Enquanto estivemos em reação e resistência ao que os outros fazem e pensam, não somos livres.

O que você fez mais valioso: comer pouco com muito prazer ou comer muito com pouco prazer?

Em todos os lugares onde nós colocamos nosso prazer, nossa alegria, nossa honra da experiência enquanto seres infinitos em terceiro ou quarto lugar em preferência de uma realidade fisiológica ligada a esta realidade (que não funciona para você) para a destruição e degradação do nosso corpo, para que não sejamos a potência e o presente que somos para não ter que criar um futuro que seja um presente, vamos destruir e descriar tudo isso agora? CEBMPPT9CGA

 

 

 

©2018 by Cynthia Rondelli. Proudly created with Wix.com